Nu


Nu. É como me sinto por vezes. Nu de sentimentos, emoções, desejos e ambições. Ausente de personalidade e de vontade. Simplesmente assisto à passagem da vida, como um simples transeunte sentado na calçada. É incrível como nos esquecemos rapidamente das outras pessoas. É espantoso como outros olhares nos enlaçam. É extraordinário como facilmente entramos num jogo. É inacreditável como mudamos de mentalidade. É indecifrável como às vezes me sinto promíscuo. Nu de moralidade, decência ou pudor.
Olho ao redor, finjo ter calma, mas a solidão apressa-me. Quem sabe se cometo uma loucura? Ninguéme stá a olhar… Já não escondo a pressa.
Vou bater na tua porta de noite… nu…
Anúncios
Post a comment or leave a trackback: Trackback URL.

Comentários

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: