Dançarina da Lua

Estavas tão confusa, achavas que não merecias mais. Saíste a meio do jogo de mentes, não aguentaste a tensão que se exercia.
A porta ainda está entreaberta, não bateste com ela. Conta-me a razão por que não esperaste; esperava-te alguém? Apenas eu, apenas um louco sentado no pomar das sensações
Nunca tinhas apanhado o comboio sozinha; odiavas andar pela estrada; adoravas nunca ter falhado; esperavas acreditar em mim; dançavas na minha vida uma canção de amor…
Estavas tão confusa, desejavas não sofrer mais.
Nunca mais voltaste àquele destino; sentiste que a linha não acabava ali; conseguiste vencer; acreditaste em quem te amou; deixaste de dançar…
Hoje és simplesmente a dançarina da lua
Anúncios
Post a comment or leave a trackback: Trackback URL.

Comentários

  • C.A.R.L.O.T.A.  On Dezembro 4, 2006 at 19:49

    NÃO HÁ PALAVRAS PARA DESCREVER ALGO TAO FENOMENAL!!! PARABÉNS

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: