Pescadores de Primaveras


Flores… Ah, as flores! O sol, a ameaça de tempos mais quentes e o renascer de toda uma vida. Uma época de transformações… Assim se anuncia a Primavera, a estação do ano que mais publicitam e anunciam. É a Primavera melhor que as outras? A ela são atribuídas propriedades de despertar paixões, felicidade, harmonia, de mãe da vida, do renascer… Um bom «marketing» para um produto que não é assim tão bom. Há quem vislumbre poesia nesta época e a utilize como metáfora para as nossas disposições enquanto seres humanos. É este o puro engano. Nós não somos flores, nem somos prados, tão pouco daquelas coisas maravilhosas que renascem ciclicamente para nos afrontar. Sim, porque a Primavera é uma afronta para a nossa condições de mortais. Dela, gosto da cor. E gosto das trovoadas. A Primavera é um engano. E cruel, porque nos faz promessas que jamais poderemos retribuir.

(Adaptado)

Anúncios
Post a comment or leave a trackback: Trackback URL.

Comentários

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: