Confissões – II

Confesso que me surpreendeste, não pelo que fizeste, mas simplesmente por o teres feito. Não me preocupei com o que pudesse ter acontecido, pois, na mais pura da inocência (a típica), isso não me passaria pela cabeça. Afinal estás mudada: mais estável e madura; e acredita que a opinião não mudou.

Naquela torre da muralha – em que nos refugiámos para passar a tarde – os teus olhos indicaram-me que havia algo que tentavas esconder (ou até esquecer), mas que o coração insistia em cuspir, como se de fogo se tratasse. Ouvi tudo até o fim. A tua cabeça enterrava-se no colo e as mãos transpiravam verdades incómodas, mas mesmo assim (tendo em conta o meu papel comum de cúmplice, ouvinte e conselheiro) revelaste. Tudo foi dito, pontuado com desculpas do teu estado e outras (aliás, muito plausíveis) e com momentos caricatos, os quais a situação não dispensou. O meu ar calmo e o silêncio desconcertante foram incomodativos, eu sei. Mas esse sentido de vazio que demonstrei, era apenas sinónimo de reflexão e compreensão. Não penses que alguma vez te julguei ou condenei. Compreendi todas as motivações e situações que levaram àquele momento.
Contudo, foste corajosa e mantiveste-te íntegra até perto do fim. mas o ser humano é complicado: vive de momentos, de desejos,de necessidades, de vícios.
Percebo-te. Já vivi isso. Momentos carregados de ambiente físico, ocasiões em que tentamos racionalizar e a mente funciona, mas o corpo não corresponde. Resistir é árduo e por vezes impossível. Todos nós temos um momento de fraqueza… e tu não és diferente de ninguém.
Anúncios
Post a comment or leave a trackback: Trackback URL.

Comentários

  • Carla Duarte  On Abril 17, 2007 at 17:20

    Olá venho-te com agrado dizer que estás nomeada/o no meu blog entre os 5 blogs que me fazem pensar!:-)
    Amigos nomeados devem copiar o selo correspondente e afixá-lo na barra lateral dos seus blogs. De seguida devem nomear os cinco blogs que escolheram e fazer um post a nomeá-los.

    beijo

  • HugoB  On Abril 18, 2007 at 20:57

    Hey Tigui

    Finalmente escrevi algo sobre o amor a primeira vista la no meu blog.
    E faço referencia a ti…

  • João Cordeiro  On Abril 19, 2007 at 14:23

    DESAFIO:

    O meu novo livro já tem título. O enigma é saber se alguém acerta, após a leitura da síntese que apresento.
    Uma pequena ajuda… a foto… e o texto.
    O título está entre “eles”…
    O primeiro a acertar, terá como prémio o original devidamente autografado.

    João Cordeiro

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: