‘Cocoon’


Escondido do tempo incerto, das nuvens espessas e da sombra, estou sentado numa mesa de café, na ‘nossa’ mesa, aquela em que algumas coisas ficaram por dizer. Foram palavras difíceis de pronunciar, expressões como «Amo-te», «Desejo-te», «Preciso de Ti». E a dificuldade existe em assumi-las, em compreender as consequências que daí vêm.
Hoje tenho frio, mesmo trazendo o casaco que gostavas, vestido. Esperava que voltasses e que colocasses as tuas mãos no mesmo bolso e aí partilhar as mesmas ansiedades e alegrias, perpetuadas no mesmo futuro. Vou bebendo o café e o contacto com os meus lábios secos, acentua a necessidade de te tocar, de te beijar e de te percorrer. E é nesse momento que, através da parede azul poente, volto a entrar no nosso casulo. Talvez seja demasiado cedo, mas não encontro arrependimentos e então, por favor, entra novamente. Porque é tudo o que tens, tudo o que preciso e o resto resume-se a um «blá, blá, blá». Não te esqueças do caminho do coração: é o terceiro casulo à direita.

*photo://Violator3

Anúncios
Post a comment or leave a trackback: Trackback URL.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: