Fingimento a Dois

Não durou muito até se colarem novamente os fragmentos. A força que os unia era intensa demais para conseguirem suportar sozinhos. Tinham-se apaixonado por dentro e isso intensificava a paixão.

– Fica comigo, meu amor.

– Por ti sinto-me capaz de cometer as maiores loucuras.

Suspiraram em uníssono e libertam uns ais de paixão. Avizinham-se tempos difíceis, períodos turbulentos, longas distâncias e mais fingimentos, mas tudo isso lhes parecia superável. Decidiram esperar para ver se os olhos correspondiam ao coração. Continuaram com as palavras de amor por longos períodos.

– Adoro-te.

– Diz-me qual é o teu segredo. Explica-me. Vá lá. O que me faz estar tão vidrado em ti? O que me faz querer-te intensamente, querer tocar esses lábios, saboreá-los, poder beijar a tua pele, amar-te? Tanto, tanto…

– Qual é o teu, que me faz querer cometer loucuras contigo e arriscar tudo?

– O meu segredo é desejar-te.

– O meu é querer-te assim tanto.

Suspiram os dois novamente. O que os une dificilmente poderá ser escondido, porque a expressão os denuncia. Um sorriso estúpido está-lhe estampado no rosto, daqueles tolos de tão embevecido que está. Já não dormem, já não pensam senão um no outro. Poder-se-á estar perdido de amores? Só eles o sabem, só eles o sentem. Durante momentos sentem-se inseguros, incapacitados para conduzirem esta paixão a bom porto, mas no minuto seguinte sentem-se tão seguros e convictos de que o amor vence barreiras.

Esperam o leve tocar de lábios, um beijo de raspão, o beijo profundo, o beijo trapalhão. Ele finge agora com ela, mas não fingirão por muito tempo. Finge-se perante uns, apregoa-se a sete ventos a outros. Vivem ambiguidades, vivem incertezas, contradições, obstáculos, mas vivem também a vibração, o desejo, o anseio. Vivem um dia de cada vez, deixam-se levar pelo sentimento bonito, sem pressas ou precipitações.

E cada noite que passa, o sentimento cresce como que encantado pelo amor da Lua.

Anúncios
Post a comment or leave a trackback: Trackback URL.

Comentários

  • A Menina Perspicaz  On Setembro 3, 2007 at 12:08

    Hmm… Se me permites, só uma palavra: FORÇA. Vais/vão precisar, mas eu sei que vai correr tudo bem.

    Um abraço apertadinho
    [*] Sara

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: