Há noites

Há noites em que se é abusado contínua e repetidamente.
Há noites em que nos acordam às quatro e meia apenas para dizer “Estás estranho! O que tens?”, quando a única coisa que se tem é SONO.
Há noites em que o INEM passa e não fica.
Há noites em que se ri tanto que não se deixa dormir as pessoas do quarto ao lado que têm insónias e a vizinha de cima que anda de tacões e de socas de madrugada.
Há noites em que se recebem mensagens precisamente à hora da desgraça.
Há noites em que se toca pandeireta.
Há noites em que se lê um Kama Sutra de bolso.
Há noites em que se come fruta sem ser de faca e garfo.
Há noites em que se percebe que um colchão sem molas é útil.
Há noites em que se morre de sede e se tem de andar a pedinchar água 4 horas seguidas.
Há noites em que já não se anda à procura do Pato Donald, mas tem de se usar outra coisa porque se perdeu a inicial.
Há noites em que os quartos têm uma aparência pseudo-pornográfica.
Há noites em que os cabelos já não fazem diferença.
Há noites em que se faz coisas interessantes como mandar mensagens.
E depois há manhãs em que se escondem as consequências da noite!

E depois destas noites traumatizantes, se dissermos que até gostámos é sermos masoquistas?

Anúncios
Post a comment or leave a trackback: Trackback URL.

Comentários

  • Anusca  On Outubro 9, 2007 at 15:06

    Há noites em que se tiram fotos só mesmo para nos rirmos xD Vou ter de proteger aquilo com pass =P

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: