Porto

null

É a cidade do Norte banhada pelo Douro e rodeada de pontes. A cidade do velho complementada com o vanguardismo. É a Ribeira e os bares à beira-rio plantados, é Vila Nova de Gaia e as Caves do Vinho do Porto, os barcos rabelos e os restaurantes típicos. É o Bolhão e as vendedoras de peixe e de flores, são os torrões e o mercado antigo. Os Aliados e o edifício da Câmara, o típico e coloquial, a Livraria Lello e os Clérigos. Os bairros antigos forrados a azulejo, as ruas apinhadas de gente, o Funicular dos Guindais. As tardes no Palácio de Cristal, as míticas francesinhas, é o “boltar” em vez de voltar, as natas em vez dos pastéis. As galerias e a Rua Miguel Bombarda, a Rua e Avenida da Boavista, a rotunda, o Parque da Cidade ladeado a verde. Entre apertões, as linhas do Metro, o amarelo. A Fundação de Serralves, o jardim, as exposições, a arte icónica. É a Casa da Música, o Cinema Batalha, o Coliseu, o Teatro Sá da Bandeira e os concertos. As FNACs e os shoppings, as multidões. É Santa Catarina e os artistas de rua. As pessoas e a simpatia, Campanhã e os comboios.

É o Porto, a cidade que me adoptou, onde tudo se gera, onde tudo se funde.

Anúncios
Post a comment or leave a trackback: Trackback URL.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: