2008 – 2009

Confesso que sempre gostei dessa coisa egocêntrica que é elaborar uma lista daquilo que correu bem ou mal no nosso ano. Gosto, mas não tenho grande paciência. Aliás, não tenho paciência nenhuma. Portanto, este post é só uma chamada de atenção para um ano cheio de ambiguidades e dualidades, onde teve tanto de bom como de mau.

Mas como de coisas más já estamos nós cansados, a verdade é que 2008 marcou o primeiro ano em que sai de casa e venci muitas barreiras, conseguindo encontrar uma estabilidade maior na minha vida. O primeiro ano em que aprendi o que é dividir uma relação e uma casa com alguém, em que aprendi a partilhar e a amar. E não me arrependi.

um-dia-as-nossas-chaves-abrem-a-mesma-porta

E pronto, tive já direito ao meu último post melodramático do ano e como tal, resta-me desejar um bom ano de 2009 a todos (se for possível). Até 2009!

Anúncios
Post a comment or leave a trackback: Trackback URL.

Comentários

  • AnaA  On Janeiro 2, 2009 at 03:36

    Ainda bem, porque também não me arrependo de nada 😀 Sou muito feliz contigo, sempre. (voz sensual off, que já é tarde)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: