Os Melhores e os Piores do Cinema em 2008

null

Confesso que em 2008 não fui assim tanto ao cinema nem vi assim tantos filmes, porque principalmente dediquei-me a ver filmes de anos anteriores que já todos tinham visto, excepto eu. Como tal, esta lista poderá ser algo medíocre, mas baseia-se puramente nos filmes que eu vi e/ou que me lembro.

Sem mais demoras, adiante.

Os melhores filmes de 2008

O Orfanato: O filme é de 2007, mas só estreou no nosso país este ano e não podia deixar que ele passasse ao largo. Mais uma prova em como o cinema espanhol tornou-se num dos melhores do mundo. É verdade que poderá ser algo previsível em algumas cenas, mas a originalidade com que foi abordado merece distinção. Uma excelente mistura de terror, drama e mistério.

O Cavaleiro das Trevas: Foi talvez a maior surpresa do ano, a nível pessoal. Nunca fui fã de filmes de acção ou de banda desenhada e nunca vi nenhum dos anteriores por isso mesmo. Não costumo suportar mesmo. Devido ao burburinho instalado em relação ao filme de Christopher Nolan e à morte de Heath Ledger, vi o filme sozinho no cinema e fiquei deslumbrado pela complexidade e profundidade do argumento, com os seus frequentes dilemas morais.

Ensaio sobre a Cegueira – Incompreendido por muitos e amado por alguns, este será sobretudo o filme que mais aguardei este ano. Fruto de uma adaptação do conhecido romance de José Saramago, que tanto gostei, Ensaio sobre a Cegueira, de Fernando Meirelles, é um murro no estômago de crueldade e (des)humanismo. É agonizante de tão verdadeiro e plausível. Acaba por reforçar, mais uma vez, o brilhante currículo de Meirelles na realização.

Juno – Outro que também é de 2007, mas só chegou a Portugal em Fevereiro deste ano. Juno apresenta-se como uma comédia dramática bastante amadurecida e surpreendentemente inteligente. Excelente argumento de Diablo Cody.

Vigilância – De Jennifer Lynch, passou despercebido pelo nosso país, sobretudo por culpa das distribuidoras portuguesas. O filme acabou por passar em poucas salas, apenas as ditas alternativas. O filme apresenta-se como um thriller psicótico, onde todas as personagens se cruzam entre si, com um argumento surpreendente e espectacular, sobretudo no seu desfecho.

Cashback: Bem-vindo ao Turno da Noite – Filme de 2006, mas que só estreou em Maio deste ano no nosso país. E chegou tarde, porque poucos filmes são detentores de uma originalidade tão grande e com diálogos tão bem orquestrados.

O Enigma de Fermat – Outro filme de 2007, que só este ano chegou a Portugal e mais um filme espanhol. Acaba por se tornar um pouco previsível, mas o argumento original e algumas interpretações fantásticas perdoam isso.

Os piores filmes de 2008

Não te Metas com o Zohan – Provavelmente dos piores do ano, senão o pior. Obviamente que não vi o Meet the Spartans, o Meet Dave ou Superhero Movie, filmes que alguns acham os piores de sempre. No entanto, este filme tornou-se dos mais incongruentes, ridículos e pouco divertidos de sempre, com excessivas referências sexuais e com humor demasiado banal.

Mamma Mia! – Dos maiores blockbusters do ano em todo o mundo e, a meu ver, dos mais sobrevalorizados. O argumento é demasiado ridículo e artificial, com interpretações que deixam a desejar e com grandes actores que são reduzidos a nada.

Vestida para Casar – Diverte bastante, é verdade. Mas é um filme bastante machista, ridículo e que reduz a actriz principal a um mero acessório.

10.000 A.C. – Um filme que praticamente não consegui ver até ao fim, de tão doloroso que foi o seu visionamento. Péssimas interpretações, incongruências históricas, factuais e geográficas. Um dos maiores flops de sempre.

Hancock – Deu-me vontade de sair do cinema ao início, pois não sabia o que esperar do filme. Ao fim, acabou por me fazer rir em algumas cenas, mas não deixa de ser aquilo que é: um filme comercial, bastante sobrevalorizado e sem sentido.

Saw V – Depois do Saw IV, este será provavelmente o mais fraco da saga, mas ao mesmo tempo terá tanto de bom como de mau. Menos gore, mais conteúdo, mas substancialmente mais fraco. É um dilema pessoal.

Melhores Actores/Actrizes:

Belén Rueda (O Orfanato)

Heath Ledger (O Cavaleiro das Trevas)

Piores Actores/Actrizes:

Mark Wahlberg (O Acontecimento)

Amanda Peet (Ficheiros Secretos: Quero Acreditar)

Anúncios
Post a comment or leave a trackback: Trackback URL.

Comentários

  • AnaA  On Janeiro 2, 2009 at 03:28

    O Orfanato é um bom filme de engate… Eu pelo menos a cada cena chegava-me mais a ti 😛 Mas sim, à parte do medo que aquilo me meteu, é um filme mesmo muito bom e dá vontade de ver mais cinema espanhol.
    O Ensaio Sobre a Cegueira tenho pena de não ter lido o livro, mas pelos vistos do que me explicaste eu até compreendi bem o que se foi passando.
    O Juno já o vi duas vezes. Da primeira não gostei porque achei a tradução ridícula e desconcentrou-me. Mas da segunda vez já achei fofo.
    O Cashback está excelente mesmo, nunca pensei que fosse tão bom.

    😉 Não tenho paciência para mais, e tu já escreveste tudo… Falei só dos bons que vi 😛

  • murias  On Janeiro 4, 2009 at 00:40

    em discordo que o hancock, o 10.000 A.C. e o saw 5 estem nos piores filmes de sempre porque todos têm uma hestoria muito boa e sao filmes emocionantes e apensar do 10.000 ter muitos erros é um filme muito bom que retrata bem os povos semi-primitivos. o saw esta um filme mais fraco mas muito bom. Hancock interpretado por will smith esta praticamente espectacular

  • Miguel Lourenço Pereira  On Janeiro 7, 2009 at 09:26

    É sempre um problema fazer um top e ter de dividir as atenções entre o filme do ano em questão e as estreias atrasadas. Concordo plenamente com El Orfanato, que prova a boa saude do cinema de suspense/terror espanhol, e claro, de The Dark Knight. Quanto aos piores, realmente é sempre subjectivo porque são filmes que já de si possuem expectativas tão reduzidas, que a fraca qualidade é de esperar. Para mim os “piores” são sempre filmes que levantam uma sólida expectativa e que defraudam, já que em relação a muitos outros antes de estrear já nem há vontade de gastar o dinheiro do bilhete.

    Cumprimentos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: